quinta-feira, 1 de abril de 2010

Encontro

video

Quando anoitecer espera pela minha visita
pois a noite é quem mais guarda segredo.
O que sinto por ti é tal que se fosse o Sol, não nascia,
e a lua cheia não se erguia e as estrelas deixavam de girar.

Tradução: Nádia Bentahar e André Simões


ترقّب إذا جنّ الظلم زيارتـــــــــــــي __ فإنّي رأيت الليل أكتم للســـــــرّ
وَب منك ما لو كانَ بالشمسِ ل تلح __ وبالبدر ل يطلع وَبالنجم ل يسر


---
Wallâda bint al-Mustakfî (994-1091) foi filha Muḥammad III al-Mustafkī, que foi Califa de Córdova entre 1024 e 1025. Mesmo depois do assassinato do pai, manteve uma posição de relevo em Córdova, liderando o mais importante salão literário da cidade. Ficou imortalizada pela poesia que lhe dedicou Ibn Zaidûn, um dos grandes poetas do al-Ândalus, e com quem manteve uma ardente e quase escandalosa relação amorosa, até se separarem por motivos obscuros. Da obra de Wallâda só sobram alguns fragmentos, quase todos satíricos.

1 comentário:

Gastão de Brito e Silva disse...

Faz-me lembrar a Habannera...

Bonito poema...